segunda-feira, 24 de setembro de 2012

DE MULHER À MENINA...

A menina caía sobre meus braços, despertava meus sorrisos e minha preocupação. A menina bagunçava seu cabelo e conseguia ficar ainda mais linda. Como era possível? Bagunçada, desajeitada e cada vez mais linda! E ela também sorria bastante... Até que ficou séria de repente, falou sobre política e sentimentos [a falta deles]. Depois a mulher se cansou e voltou a ser a menina que se lançava sobre meus braços... tentando medir a intensidade, não da minha força, mas do meu riso.

2 comentários:

  1. que bom é ter braços para jogar-se...

    #cheio de ternura, como sempre!

    Um beijo!

    ResponderExcluir