sábado, 18 de setembro de 2010

CIÚME DO TEU SORRISO...


Naquela mesma rua de sempre
Passo todo dia e nunca te vejo
Gostaria de um pouco de deslise
De novamente adoçar-me dos teus beijos...

Todas as tardes, na solidão choro...
Indagando-me toda e qualquer consequência
Nos dia em que com tamanha demência
Do ciúme e da cólera, quase te devoro...

Hoje teu sorriso é meu fardo
Já é tarde, guardo as fotos,
As cartas e o passado...

Apesar de demasiado arrempendimento
Fui grandiosamente estúpido...
Nao sou mais teu tão querido namorado...

3 comentários:

  1. adorei teu blog e a forma como expressaste teus sentimentos! *.*

    ResponderExcluir
  2. Post mais que lindo!
    ''Não sou mais teu tão querido namorado''. Imagino como deve ser querer voltar atrás depois de um passado bonito, de uma convivência que deixou marcas...
    Parabéns, você escreve muito, moço!
    Apesar do pouco tempo de visita, já adoro vir aqui!
    Beijos!

    ResponderExcluir