terça-feira, 1 de maio de 2012

Mesmo quando...

Te amo e te amava... mesmo quando amavas outro, quando me desprezava, quando me procurava sem eu querer, quando me substituía, quando abraçava outro, quando ria do meu sentimentalismo exagerado, quando não correspondia às minhas declarações, quando chorava por outro, quando me abraçava e eu te odiava, quando eu te abraçava e me odiava, quando sumia sem me dar motivos, quando voltava em segredo enquanto eu queria te esquecer, quando suplicava um beijo que não podia ser dado, quando sorria e me fazia te querer, quando mentia o teu próprio querer... E por tudo isto, eu também te odeio... com todo amor que eu tenho.

5 comentários:

  1. "E por tudo isto, eu também te odeio... com todo amor que eu tenho."

    Simplesmente , maravilhoso o seu texto, parabéns!

    Beijo:))

    ResponderExcluir
  2. É só por tudo isso que a minha oração diária é: Senhor, fazei com que não seja amor. Amém.

    ResponderExcluir
  3. Belo texto, velho
    Amor e ódio
    Dois opostos que se atraem em nossos corações...

    ResponderExcluir
  4. Sei mto bem como é, sei exatamente!
    Ah como vc escreve bem, é tão verdadeira, para meus olhos é como se estivesse conversando c vc e ai do nada vc me contasse tudo isso que li, em segredo.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Olá, parabéns pelo post e pelo blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir