sábado, 7 de abril de 2012

Meu EU independente...

Descobri nos ângulos dos ponteiros
Que não possuo independência
Sou movido pelo tempo [e seus ausentes]
Num discurso que sempre faço
Avulso, diga-se de passagem
Refém da saudade e do medo
Visto-me do sentir incontido
E o meu eu independente
O amor, visionário inconsequente
Me diz que nunca deixarei de tê-lo.

4 comentários:

  1. Páscoa é tão somente o Recomeço, onde estará em alta a certeza de um futuro repleto de realizações,
    esperando que o Amor inunde o coração dos Homens, pondo fim as guerras e ao egoísmo,
    permitindo que a Paz volte a reinar,
    como um dia, o "Nosso Pai", sonhou para Nós". Feliz Páscoa!
    Com meu eterno carinho.
    Beijos no coração.
    Evanir..
    Se você gostar tem um presente na postagem
    ofereço com carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Origado Evanir... Feliz Páscoa pra ti também! :)

      Excluir
  2. E se não for o tempo para curar e nos mover pela vida dolorida e as vezes, com breves momento te alegria, o que seriamos? O que seriam das feridas, das dores e dos amores, que quase nunca, passam?
    Adorei.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. "Sou movido pelo tempo [e seus ausentes]"... Esse verso destrói.

    ResponderExcluir